21/04/2017

ROSINALDO LIMA

Roménia quer sistemas de defesa antiaéreos Patriot


A Romênia anunciou sua intenção de melhorar sua capacidade defensiva ao conseguir Patriot", confirmou Raytheon em comunicado enviado à Defense News. 

"A Raytheon tem um relacionamento de longa data com a Romênia e trabalhará em estreita colaboração com os governos dos Estados Unidos e da Romênia para garantir que este parceiro da OTAN atinja seus objetivos de defesa", disse a empresa. 

De acordo com um relatório da Reuters na quinta-feira, os sistemas Patriot seriam parte de um sistema integrado de defesa aérea que inclui seis aviões de combate F-16 que a Romênia adquiriu recentemente. As aquisições deste ano poderiam colocar o país em conformidade com o padrão de gastos de defesa da OTAN de 2 por cento do produto interno bruto. 




A Romênia não alcançou esse objetivo em 2016. A Romênia é membro da OTAN desde 2004 e abriga um importante radar de defesa de mísseis - Aegis Ashore - criado para criar um escudo contra as ameaças de mísseis iranianos. O radar entrou em operação em 2015. A 

Polônia também está em processo de formalização de um acordo, que inclui grande participação da indústria polonesa, com a Raytheon a comprar oito sistemas Patriot por cerca de US $ 7,6 bilhões, com esperanças de fechá-la no final do ano. ano. A Polônia também abriga um site da Aegis Ashore, que está atualmente em construção e que deverá entrar em operação até o final de 2018. O radar entrou em operação em 2015. A Polônia também está em processo de formalização de um acordo, que inclui grande participação da indústria polonesa, com a Raytheon a comprar oito sistemas Patriot por cerca de US $ 7,6 bilhões, com esperanças de fechá-la no final do ano. ano. A Polônia também abriga um site da Aegis Ashore, que está atualmente em construção e que deverá entrar em operação até o final de 2018. O radar entrou em operação em 2015. A Polônia também está em processo de formalização de um acordo, que inclui grande participação da indústria polonesa, com a Raytheon a comprar oito sistemas Patriot por cerca de US $ 7,6 bilhões, com esperanças de fechar perto dela até o final do ano. ano. A Polônia também abriga um site da Aegis Ashore, que está atualmente em construção e que deverá entrar em operação até o final de 2018
fonte; http://www.defensenews.com

Por jornal 21 brasil