24/05/2017

APOSTOLO ROSINALDO

efeito dominó; Se Temer cai, entra outras pessoas investigada, diz procurador da Lava Jato



No mundo ideal, todo mundo seria punido, com a punição máxima, independentemente da delação", disse o procurador da Operação Lava Jato Deltan Dallagnol na noite desta quarta-feira (23) durante lançamento de seu livro em um shopping na zona sul de São Paulo. O procurador foi saudado de pé por cerca de 300 participantes, sob aplausos e gritos de "Lava Jato" e se disse emocionado. 

O procurador reconheceu que o acordo de delação de Joesley provocou "indignação na sociedade" e afirmou que os "colaboradores de Curitiba não participaram deste acordo.

Questionado sobre a possibilidade de o presidente Michel Temer deixar o cargo, Dallagnol afirmou que a Lava Jato não irá se posicionar sobre o tema. "Sendo bem franco, para Lava Jato não muda quase nada [a saída do presidente]. cai Temer, vai entrar outra pessoa investigada".


Por jornal 21 brasil