13/06/2017

APOSTOLO ROSINALDO

"SÃO TOMÉ" caso da vacina em criança com 11 anos, ninguém resolve


Como já foi dito aqui sobre o caso em que uma profissional da área de saúde do município de são tomé aplicou uma vacina em uma criança com 11 anos de idade.


Hoje 13/06/2017 a mãe da criança se dirigiu ao Hospital Municipal para tentar resolver o problema e procurou a diretora do mesmo, mas ninguém se pronunciou para resolver o caso.

A saúde de são tomé está entregue as baratas. A antiprofissional que aplicou a vacina  não perguntou a criança pelos pais da mesma, e nem se quer pediu o cartão do SUS, ou o cartão de vacina.

A diretora do hospital disse a mãe da criança que não podia resolver o caso. Então sendo assim a saúde do município está entregue as baratas.

A mãe da criança vai acionar o ministério público.

Por jornal 21 brasil