10/07/2017

APOSTOLO ROSINALDO

MORO DIZ QUE VACCARI ROUBAVA PARA O PARTIDO





Em manifestação enviada ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em habeas corpus pleiteado pela defesa do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o juiz federal Sérgio Moro afirmou que condenou Vaccari apesar de não haver provas de enriquecimento ilícito do réu porque ele “roubava para o partido e não para ele próprio”.




Moro justifica que, apesar da decisão do TRF 4 de absolver Vaccari em uma das ações penais em que foi condenado ( 5012331-0.2015.404.7000), o ex-tesoureiro do PT não foi colocado em liberdade porque já foi condenado criminalmente em outros processos. “Fato é que, desde a prolação da sentença na ação penal 5012331- 0.2015.404.7000 na distante data de 21/09/2015, as provas do papel central de João Vaccari Neto no esquema criminoso que vitimou a Petrobrás somente avolumaram-se”, escreveu o magistrado, citando que, considerando os casos já julgados, era ele o principal arrecadador de vantagens indevidas junto às empresas fornecedoras da Petrobrás para campanhas do Partido dos Trabalhadores.





Sérgio Moro sustenta que os elementos probatórios constantes em todos os casos julgados e que vem, progressivamente, “avolumando-se, no sentido de que João Vaccari Neto teve um papel central no esquema criminoso que vitimou a Petrobrás, justificam, a ver do Juízo, a manutenção da (prisão) preventiva do referido condenado”. http://paranaportal.uol.com.br

Por jornal 21 brasil