O PREÇO ESTÁ PAGO

Você já percebeu que o que conta não é o que você faz, mas o que Ele fez por ti, isso é o que realmente conta?
     Nós temos dado ao mundo a mensagem errada.
     Nossa mensagem para o mundo tem sido uma de "se doar e se guardar"; nós lhes contamos o que eles têm que fazer, enquanto a verdade é que Deus não pede ao mundo para desistir de qualquer coisa que seja.
     Alguém poderia perguntar: “Ele não lhes pede que desistam de seus pecados?” Nunca.
     “Ele não lhes pede que desistam de sua maldade e rebeldia para com Ele?” Não.
     Não é subtração. É adição.
     Não se está tirando fora, e, sim, somando.
     Deus é o doador. Nós somos os receptores. "Deus tanto amou que Ele deu Seu único Filho gerado". (John 3:16; v. King James).
     Ele nunca pediu à humanidade qualquer coisa que fosse.
     Ele viu nossa miséria. Ele viu que as únicas coisas que nós poderíamos dar seriam coisas para as quais Ele não teria nenhuma utilidade.
     Deus é o Doador.
     Ele só dá como um Príncipe, como um Rei pode dar.
     Ele não nos pede que desistamos de qualquer coisa, ou que demos qualquer coisa.
     Ele, de fato, nos pede que recebamos algo.
     A primeira coisa que Ele oferece é Redenção do medo de passar necessidade, do medo do fracasso, da fraqueza, da doença ou da enfermidade. Ele nos dá uma Redenção de todas estas coisas.
     Não parece crível ou até mesmo possível que pudesse ser desse jeito, e ainda assim tudo isso é verdade.
     Ele nos oferece uma Redenção das obras do inimigo [Ele nos redime das obras do inimigo].
     Como emociona o coração contemplar isto!
     Colossenses 1:13-14 nos dão a surpreendente verdade, "O Qual nos libertou da autoridade das trevas e nos transportou para o reino do Filho do Seu amor" (v. King James).
     Vamos cuidadosamente notar. Ele não nos pede coisa alguma.
     Ele veio por Sua própria iniciativa, às Suas próprias expensas, e nos Redimiu da autoridade das trevas, da fraqueza, da ignorância e do fracasso, e Ele envia a Revelação para nos contar as boas novas de que nós estamos Redimidos; não que nós possamos ser libertos, não que seremos libertos se formos bons e deixaremos nossos pecados. Não. Nós já estamos libertos da autoridade das trevas.
     Esta não é a mensagem que eles nos tem ensinado a pregar.
     Isto é o contrário daquilo que eles nos têm ensinado.
     Tudo o que nós tivemos que fazer foi reconhecer o presente, e agradecê-Lo pelo presente.
     "Sim, mas", você diz, “e a respeito dos nossos pecados?”.
     Ele aniquilou nosso pecado pelo Sacrifício de Si mesmo.
     Nós não tivemos nada a ver com qualquer coisa que fosse.
     Nós tínhamos estado sem socorro na escravidão durante anos, e então um dia alguém veio e disse, você sabia que Ele aniquilou seu pecado pelo Sacrifício de Si mesmo?".
     Nós dissemos: "Sim, nós temos lido isto, mas nunca o compreendemos".
     Aquilo que nos prendia ao Adversário e aquilo que nos trazia condenação tinha sido aniquilado, nossos corações encheram-se de alegria.
     João Batista disse: "Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo".
     Deus tinha lidado com o problema do pecado.
     Ele não nos pede que lidemos com tal problema.
     Ele não nos pede que façamos uma coisa sequer com esse problema.
     Agora Ele vem e nos fala que Ele aniquilou aquele pecado, que Ele pagou todos os pecados que nós já cometemos. Ele não nos está pedindo que façamos qualquer coisa que seja.
     Ele não nos pede para fazer qualquer coisa além de receber esta verdade.
     Se nós temos que pagá-Lo por nossa Redenção, tal Redenção não mais é da graça, mas das obras.
     Jesus é um presente, o presente do Pai.
    Nós não pagamos por um presente.  

*Os comentários dentro de colchetes [   ] foram acrescentados pelo tradutor com o objetivo de proporcionar uma melhor compreensão na Língua Portuguesa, e de manter a tradução fidedigna ao texto original.
Este artigo é Copyright © 1999 (Protegido por direitos autorais 1999) Peter Wade. Os textos Bíblicos nesta publicação, excluindo-se os casos contrários indicados, são da versão João Ferreira de Almeida – Revista e Atualizada no Brasil.
  Texto originalmente escrito em Inglês: The Price Is Paid


Widget is loading comments...